sábado, 5 de julho de 2014

Categorias:

Resenha: Até que a Sorte nos Separe

Até que a Sorte nos Separe

Título: Até que a Sorte nos Separe

Direção: Roberto Santucci

Gênero: Comédia

Duração: 1h30min

Distribuidora: Paris Filmes 

Estreia:  05 de outubro de 2012

 

 

 

 

 

 

Até que a Sorte nos Separe é um filme brasileiro que conta a história de um casal que ganha na loteria e que com alguns anos conseguem gastar tudo o que tem e voltam a ser pobres. O enredo é simples, porém a história consegue entreter e é divertida, conseguindo também lhe arrancar algumas risadas. Também é um filme pouco apelativo, se comparado a outros filmes brasileiros.

Destaque para Leandro Hassum, que é o principal ponto engraçado do filme. Algumas pessoas acharam muito forçada e cansativa a sua forma de se expressar (que sempre é a mesma), mas eu, pelo menos, gostei. Mas realmente, é bem repetitivo ver Hassum sempre da mesma forma em diferentes trabalhos.

O final do filme chega a ser emocionante.

E no final de tudo vemos que numa relação de casal é preciso que um conheça o outro, saber as suas necessidades, fraquezas e forças, saber o que o outro quer. É preciso conhecer bem o outro, e não só isso, mas também agradá-lo realizando os seus desejos, de acordo com suas necessidades, que pode ser desde um “eu te amo” à confiança no outro.

Até que a Sorte nos Separe é um filme simples e que através da sua comédia nos trás grandes lições sobre convivência de casal. Quem percebeu isso no filme, com certeza deu para tirar grandes e boas lições.

Nota: