terça-feira, 24 de março de 2015

Categorias:

Resenha: Golpe Duplo

Golpe DuploTítulo Original: Focus

Título Nacional: Golpe Duplo

Direção: Glenn Ficarra e John Requa

Gênero: Ação 

Duração: 1h45min

Distribuidora: Warner Bros. 

Estreia: 12 de março de 2015

 

 

 

Golpe Duplo começa bem: mostra Will Smith como um profissional do crime, suas armações, planos e estratégias para ganhar cada vez mais dinheiro. Enquanto isso ele contrata Jess para ser estagiária da “empresa”, e enquanto a treina, se apaixona por ela. Essa parte dura os primeiros 50 minutos do filme e é interessante. Tem ação, aventura, romance, todos bem trabalhados, e impostos num bom ritmo, que deixa o filme realmente bom.

Depois disso vem a outra fase, que se passa três anos depois desses acontecimentos. Os acontecimentos são mais chatos, o filme perde o ritmo, dando destaque apenas ao romance dos personagens principais. Na metade do filme, quando ele estava indo bem, se perde. Essa passagem de tempo quebra o filme no meio e lhe deixa confuso. É como se existissem dois filmes diferentes.

Will Smith não faz uma bela atuação, o que pra mim é uma decepção, já que eu gosto da sua atuação na maioria de seus filmes. Ele foi razoável. Margot Robbie, por outro lado, faz seu papel muito bem. Sobre Rodrigo Santoro, nem dá para avaliar sua atuação, já que ela foi tão pequena.

Golpe Duplo é um filme que começa bem, e mostra que tinha potencial para dar certo se permanecesse no mesmo ritmo da sua primeira parte, mas que não soube usar esse potencial.

Nota: