quarta-feira, 3 de junho de 2015

Categorias:

Resenha: A Incrível História de Adaline

A Incrível História de AdalineTítulo Original: The Age of Adaline

Título Nacional: A Incrível História de Adaline

Direção: Lee Toland Krieger

Gênero: Drama, Romance 

Duração: 1h53min

Distribuidora: Diamond Films 

Estreia: 21 de maio de 2015

 

 

 

O que você faria se não envelhecesse? Provavelmente a sua resposta seja a de que iria curtir muito a vida. A Incrível História de Adaline conta a história de uma mulher que não envelhece, e sempre fica com a aparência dos 29 anos. Mas o filme não a mostra curtindo a vida, e sim preocupada com isso, sempre fugindo das pessoas que conhece e que estão envelhecendo, e das autoridades. Ela está sempre se mudando e criando identidades falsas, para não perder a sua liberdade sendo objeto de estudo. Já achei o filme interessante a partir daí, por ter essa ideia de contar uma história sob uma perspectiva que ninguém imagina. Adaline não curte a vida, ela vive triste por sua situação. Ela tem vida, mas não vive.

E depois o filme se mostra ainda mais interessante quando dá todas as explicações de forma científica (baseado em teorias que não existem). A explicação é feita por um narrador, de forma rápida, clara e objetiva, o que não tira o foco da história, não deixa cansativo, e não faz o filme virar uma ficção científica.

A história de Adaline é realmente incrível. O filme foi muito bem feito, e Blake Lively atua muito bem. A fotografia ficou muito boa, as imagens são muito bonitas.

O figurino de Adaline ao longo dos anos poderia ser melhor, para mostrar bem as diferenças entre as épocas. Às vezes essa diferença fica bem visível, com o penteado do cabelo e com a roupa em si, mas às vezes não. No momento em que ela está entrando na festa de ano novo, por exemplo, ela vê uma antiga foto sua com o mesmo vestido que ela está usando naquele momento. Em outra cena, em que ela parece estar no banco, ela vê a imagem de um homem na parede e se lembra de quando falou com ele em anos atrás, e as diferenças do figurino são poucas. Só os detalhes, como penteado e maquiagem é que destacam a época diferente.

Gostei do filme. Ele é muito bom. O que pode fazer algumas pessoas não gostarem, é fato dele ser um filme romântico. Eu poderia dizer que em alguns momentos parece um conto de fadas, mas sem os clichês deles, e com uma história original. Ao mesmo tempo, ele também tem alguns clichês de um romance comum. É como um conto de fadas moderno e original.

A Incrível História de Adaline acerta justamente pela originalidade de sua história, e por mostrar um ponto de vista diferente em relação ao tema de não envelhecer e se manter jovem. De modo geral é um filme simples, mas cativante.

Nota: