sábado, 27 de junho de 2015

Categorias:

Resenha: Terremoto – A Falha de San Andreas

Terremoto_A-Falha-de-San-Andreas-Poster-Nacional-23Abril2015Título Original: San Andreas

Título Nacional: Terremoto – A Falha de San Andreas

Direção: Brad Peyton 

Gênero: Ação, aventura, suspense 

Duração: 1h54min 

Estreia: 28 de maio de 2015

 

 

 

 

 

Está procurando por um filme com ótimos efeitos especiais e que te deixe tenso? Terremoto – A Falha de San Andreas é uma boa opção.

O único ponto negativo que vi nesse filme é que tudo é facilitado para Ray e Emma, que são os personagens principais. Quando o helicóptero quebra, eles logo conseguem um carro, e depois conseguem um jatinho facilmente, e depois uma lancha. Toda a história caminha no sentido de facilitar a vida de Ray para que tudo dê certo no final. É óbvio, é clichê, mas a história não é o principal atrativo do filme, e sim o terremoto em si.

O roteiro pode não ser isso tudo, e simplificar demais as coisas, mas tem ritmo. Esse é um tipo de filme que não tem a intenção de trazer bons diálogos ou uma mensagem, e sim os efeitos especiais, que são ótimos. O filme também consegue lhe deixar tenso e lhe prender do início ao fim. Pensando assim o objetivo do filme foi cumprido, que é divertir.

E pelo menos ele tem uma história, diferente de Mad Max: Estrada da Fúria (estou mexendo de novo na ferida! hehehe), que não dá explicação de nada e já vai logo para a corrida de carros.

Além disso, ele conta com as ótimas atuações de Dwayne Johnson, Carla Gugino e Alexandra Daddario.

Nota: