quarta-feira, 10 de junho de 2015

Categorias:

Resenha: Tomorrowland – Um Lugar Onde Nada é Impossível

Tomorrowland - Um Lugar Onde Nada é ImpossívelTítulo Original: Tomorrowland

Título Nacional: Tomorrowland – Um Lugar Onde Nada é Impossível

Direção: Brad Bird 

Gênero: Aventura, Ficção Científica 

Duração: 2h10min

Distribuidora: Disney/Buena Vista 

Estreia: 04 de junho de 2015

 

 

Frase de destaque: Imagine que descobrisse o futuro e se assustasse com o que soube. O que faria com essa informação? Procuraria entes políticos, grandes industriais? O que usaria para convencer? Dados? Fatos? Boa sorte. Os fatos que interessam são aqueles que mantêm as engrenagens girando e também gerando grana. Mas e se existisse uma maneira de burlar uma parte e formar notícia direto na mente dos outros? A probabilidade de aniquilação cresceria com o tempo. Só iriam parar quando eles se assustassem realmente. Como um ser humano normal não ficaria horrorizado com a potencial destruição de tudo o que ele conhece e ama? Para salvar a civilização, eu mostrei o colapso. Mas como acham que a visão foi recebida? Como as pessoas responderam ao panorama da sua iminente destruição? Elas se esbaldaram em comer chocolate. Não temeram a morte, só deram a outra cara. É celebrada nos videogames, canais de TV, filmes, livros… O mundo todo correu e abraçou o apocalipse, e o povo ficou extremamente satisfeito. Mas a Terra, enquanto isso está desmoronando depressa, com milhares de epidemias, obesidade, e até fome! Expliquem como!? Abelhas, borboletas começaram a sumir; o gelo derrete; algas brotam… Já se acostumaram! O galo já não canta mais de manhã, e ninguém viu a dica! Em cada momento há a possibilidade de melhorar o futuro, mas ainda não perceberam, e porque não perceberam, não fazem o necessário para mudar a realidade. Então ficam só lamentando o futuro e no fim renunciam a ele. Por um motivo: esse futuro não exige nada de vocês hoje.

O diretor e roteirista de Tomorrowland – Um Lugar Onde Nada é Impossível disseram que a proposta deles era criar um futuro melhor, e não um futuro onde aconteceriam coisas ruins. Eu gostei dessa ideia, porque todos os filmes que falam do futuro mostram apenas o caos. É o chamado futuro pós-apocalíptico. Temos Mad Max, Matrix, Jogos Vorazes, Divergente, Maze Runner, entre tantos outros, que tratam dessa temática da forma mais séria, sombria e perigosa possível. Em meio a esses filmes, Tomorrowland vem com uma proposta diferente, e que é muito interessante. Os trailers já mostravam essa proposta, e por isso chamou a minha atenção e a de muita gente em assistir ao filme.

Durante o filme também vemos caos, coisas ruins que podem acontecer no futuro, mas o que ganha destaque, e o que eles fazem questão de sempre deixar claro é que não podemos perder as esperanças. Esperança. Essa é a palavra-chave do filme. Tem que ter otimismo e pensar que tudo vai dar certo, que o futuro vai ser bom.

Antigamente, se pensava bem do futuro. Os filmes de ficção científica mostravam robôs, coisas sendo feitas automaticamente, pessoas sendo felizes pelos seus novos estilos de vida moderno e prático. Hoje, chegamos nessa era e as pessoas não parecem tão felizes assim. E apesar de todas essas tecnologias nos servirem e facilitarem tanto as nossas vidas, nos tornamos escravas delas, porque não conseguimos mais viver sem, porque estamos cada vez mais dependentes. E o que se imagina do futuro?

Do futuro, imaginamos que as coisas vão ficar tão ruins no mundo, ao ponto de serem criados laboratórios de testes com humanos, como vemos em Divergente e Maze Runner. Ou então uma pessoa vai controlar tudo, e será instituída uma ditadura, como vemos em Jogos Vorazes e Mad Max. Ou então os robôs com inteligência artificial irão dominar o mundo e exterminar os humanos. Ninguém mais imagina um futuro bom.

Acho que nada disso, que esses livros e filmes contam em suas histórias, irá acontecer na realidade. O que pode acontecer para que o mundo se desestabilize e entre em desespero, é algo ainda mais simples, e que Tomorrowland cita e faz uma dura crítica (e que eu fiz questão de colocar como frase de destaque no início dessa postagem): o fim dos recursos naturais. Você já imaginou como seria se isso viesse a acontecer? E o que estamos fazendo hoje para prevenir esse futuro?

Se você não leu, leia a frase de destaque acima com atenção. Ela é uma dura crítica ao nosso estilo de vida capitalista (em que as empresas pensam apenas em produzir, e as pessoas em consumir), no modo de pensar das pessoas da atualidade, e ao mundo de hoje. Apenas essa parte do filme já resume o seu objetivo, que é alertar as pessoas que é possível contruir um futuro bom, desde que comecemos a trabalhar nisso agora.

Tomorrowland é um ótimo filme de aventura, e que traz imagens belíssimas de um futuro bom. Ao mesmo tempo nos deixa refletindo sobre diversas questões, como não ficar parado enquanto os recursos naturais acabam, trabalhar para chegar nesse futuro, e ter otimismo e esperança de que ele vai existir.

Nota: