quarta-feira, 1 de julho de 2015

Categorias:

Resenha: O Caçador de Pipas (livro)

O Caçador de Pipas - LivroTítulo: O Caçador de Pipas

Autor: Khaled Hosseini

Editora: Nova Fronteira 

Número de páginas: 365

Ano: 2005

Comprar (livro impresso)

Comprar (livro digital em quadrinhos)


 

 




O Caçador de Pipas conta uma linda história de amizade, entre Amir e Hassan. É também uma história de superação psicológica e rendição. Inicialmente vemos que existe uma amizade entre Amir e Hassan, mas Amir nunca confessou isso, por Hassan ser seu empregado. Amir era rico e tinha de tudo, mas, mesmo assim, ainda sentia inveja das qualidades de Hassan.

Hassan era uma pessoa pura, que fazia qualquer coisa por Amir, mesmo este não lhe tratando da mesma forma. Por sua amizade, ele sofreu.

Confesso que era revoltante ver a forma que Amir tratava Hassan quando eram crianças. Ele era um egoísta que só pensava em si próprio e no seu bem estar, e só via Hassan como empregado. Ele não ajudou Hassan no momento em que ele mais precisava. Como castigo, ele esquecia dessa cena momentaneamente, mas uma vez ou outra se lembrava, e a tristeza lhe batia. Até que no fim de tudo, o destino fez com que Amir tivesse um vínculo eterno com Hassan. Amir aproveitou essa oportunidade muito bem, tendo coragem de fazer coisas que nunca teve antes e finalmente se libertando do seu passado sombrio.

O livro é incrível, a história é muito boa e lhe prende. Uma coisa muito interessante do livro é que você conhece a cultura do Afeganistão apenas lendo as páginas do livro. Ela está em segundo plano, mas tudo é muito bem explicado. Você imagina o outro país, as suas ruas e o comportamento do povo apenas lendo. E tudo isso não foi uma invenção do escritor, porque ele é do Afeganistão.

Ler O Caçador de Pipas é como viajar sem sair do quarto. E a história é um drama muito bom, que lhe dá vários sentimentos, como o de raiva, surpresa e tristeza. É um livro emocionante. É um excelente livro.

Nota: