sábado, 19 de setembro de 2015

Categorias:

Resenha: Carga Explosiva – O Legado

Título Original: The Transporter Refueled

Título Nacional: Carga Explosiva – O Legado

Direção: Camille Delamarre

Gênero: Ação

Duração: 1h37min

Estreia: 10 de setembro de 2015







A cada filme de espionagem que vai sendo lançado ao longo do ano a qualidade é piorada. E de agosto para cá foi a época escolhida pelas produtoras e distribuidoras para lançarem esse tipo de filme. O resultado é vários filmes parecidos com qualidades ruins de uma vez só. O tipo de filme começa a cansar porque além de tudo ser previsível os filmes vão ficando cada vez mais ruins.

No caso, Carga Explosiva – O Legado é um desses filmes ruins. Sem história e com péssimas cenas de ação, o filme chega a dar sono. As lutas são mal coreografadas e mal dirigidas e a história se torna repetitiva no filme inteiro: é sempre preciso que o pai do personagem principal seja sequestrado para justificar as cenas de ação. Ed Skrein tem uma atuação mediana, permanecendo o filme todo com o rosto inexpressivo.

Nota: