sábado, 31 de outubro de 2015

Categorias:

Resenha: Evereste

Título Original: Everest

Título Nacional: Evereste

Direção: Baltasar Kormákur

Gênero: Aventura

Duração: 2h02min

Estreia: 24 de setembro de 2015









Evereste começa apenas contando a história de um grupo que vai escalar o monte Evereste. É mostrado como era a vida pessoal de alguns dos personagens e a preparação deles antes de subir o monte. Quando o filme chega na metade já conseguiu prender o expectador, mas é a partir de agora que a parte “boa” do filme irá começar (boa entre aspas porque para as pessoas que passaram por isso não foi nada bom). Mas é a partir daí que começa a aventura e a tensão dos personagens que é passado para quem está assistindo.

Baseado em uma história real, Evereste é um ótimo filme. Além da tensão que dá no expectador, o filme conta com ótimos efeitos visuais e ótimas atuações. Ele foi muito bem adaptado, e prova disso é quando chega no final e são mostradas as fotos reais das pessoas. Nessas fotos vemos que muitas cenas foram completamente baseadas nelas, assim como as aparências dos atores que interpretaram as pessoas reais, que são muito parecidas. É bem provável que esse cuidado que Baltasar Kormákur, diretor do filme, teve não foi só com o visual dos atores e com as cenas serem parecidas com os registros das fotos, mas se estendeu também à história em si, nos entregando um filme mais verídico possível.

Nota: