segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Categorias:
,

Resenha: Batman: O Cavaleiro das Trevas

Título Original: The Dark Knight

Título Nacional: Batman: O Cavaleiro das Trevas

Direção: Christopher Nolan

Gênero: Ação, drama, suspense

Duração: 2h27min

Estreia: 18 de julho de 2008






Uma das diferenças entre Batman: O Cavaleiro das Trevas, e seu antecessor Batman Begins está na coreografia das lutas e nas cenas de ação, que são muito melhores. Neste filme não é feito cortes enquanto Batman luta com os vilões, como no filme anterior. Tudo é mostrado. Dá até para ver melhor a armadura do Batman nessas cenas.

O Coringa é um ótimo vilão. Muito melhor do que o Coringa dos quadrinhos. Ele é um cara que faz tudo de ruim, não por dinheiro, e sim pelo prazer que dá em fazer o mau. Ele gosta de ver o caos. Mas o que mais surpreende no Coringa é que ele é um vilão superior. Quando ele tem um plano, consegue colocar em prática e enganar todo mundo, até mesmo os bandidos que trabalham com ele. Ele usa todo mundo e depois joga fora como se fossem descartáveis.

Agora já estou mais acostumado a ver Christian Bale como Bruce Wayne, e nesse filme seu Batman convence mais do que no anterior. Acho que isso se deu pelo acréscimo de roteiristas que não estavam no primeiro filme: Bob Kane, um dos criadores do Batman, e Jonathan Nolan.

Batman: O Cavaleiro das Trevas é um excelente filme. Melhorou muito em relação ao filme anterior, tanto na história, quanto no ritmo, quanto nas cenas de ação. Me surpreendeu. Representa um crescimento da trilogia do Nolan. Não é à toa que da trilogia, esse filme é o mais elogiado pelos fãs e pelo público.

Nota: