sábado, 21 de maio de 2016

Categorias:
, ,

Resenha: Wolverine: Imortal

Wolverine Imortal - Pôster Nacional_thumb[2]Título Original: The Wolverine

Título Nacional: Wolverine: Imortal

Direção: James Mangold

Gênero: Aventura, ação, fantasia

Duração: 2h06min

Estreia: 26 de julho de 2013

 

 

 

 

 

Esse sim é um ótimo filme do Wolverine, do começo ao fim. Ele se aproxima mais do Wolverine dos quadrinhos, que é violento, e mata sem piedade. Nas várias cenas de ação do filme, às vezes ele só fere, mas muitas vezes ele coloca suas garras no coração da pessoa. Gostei por finalmente apresentarem o Wolverine como ele deve ser. Claro que existe os limites da classificação indicativa de 14 anos, mas com certeza ele está mais violento aqui do que em todas as suas aparições desde o primeiro filme dos X-Men.

Nesse filme, Wolverine fica fraco, mas ainda se mostra um guerreiro, capaz de fazer qualquer coisa para proteger os inocentes e pegar os vilões. As cenas de ação são poucas, predominando o drama e a aventura, mas apesar disso, elas são muito boas e têm um ótimo ritmo. As cenas de drama e aventura também não são ruins. Elas predominam o filme, e são elas que seguram o expectador para assistir. Esses gêneros são usados para contar a história do filme, e a ação só aparece quando realmente é necessária. Acho isso bom porque é fácil um diretor se perder na história com a quantidade de cenas de ação que um filme tem. Muitas vezes a quantidade de lutas e explosões de outros filmes não explicam os acontecimentos e terminam cansando (veja Vingadores: Era de Ultron, por exemplo). Por isso é importante saber equilibrar a história e a ação. Se o filme pedir mais história do que ação, é assim que deve ser feito, e esse é o caso de Wolverine: Imortal.

O único problema que vi nesse filme é o final (parece que a Fox tem problemas em fazer finais – veja X-Men Origens: Wolverine e Quarteto Fantástico). Ele ficou melhor do que o filme anterior do Wolverine, mas ficou meio sem sentido e mal explicado. No fim, o que vemos é que tudo acaba bem, mas como isso aconteceu, o filme não deixa tão claro.

Mesmo assim, só o fato dele ter trazido um Wolverine mais brutal, já o faz ser um bom filme, e já o faz valer a pena.

Nota: