sábado, 13 de agosto de 2016

Categorias:
, ,

Discussão: contradições do Hulk no MCU

Atenção: este artigo contém spoilers de O Incrível Hulk, Os Vingadores e Vingadores: Era de Ultron.

Hoje estou começando uma nova área aqui no Mundo Geek, chamada “Discussão”, onde vou dar algumas opiniões mais específicas sobre determinado filme, como falar sobre suas cenas, comentar o desenrolar da sua história, debater sobre os temas abordados nele, etc. Como dá para perceber esse é um tipo de postagem que sempre terá spoilers. Convido você, leitor, a participar dessas discussões e dar sua opinião (respeitosa, por favor) nos comentários. Hoje vamos começar com as contradições do Hulk no MCU.

O Incrível Hulk (2)

Como disse na resenha de O Incrível Hulk, eu gostei do filme. Mas vê-lo depois de conhecer todo o MCU revela uma série de contradições que a Marvel resolveu ignorar depois que houve a troca de ator para o papel de Bruce Banner/Hulk. O problema de tudo é quando você compara o Hulk e o Bruce Banner de Edward Norton com o de Mark Ruffalo. Eles são muito diferentes, e parece que ao trocar de ator a Marvel também resolveu ignorar todos os elementos da história do Hulk que foi contado no filme solo do herói. A Marvel diz que O Incrível Hulk faz parte do seu universo cinematográfico, mas não dá uma continuação adequada ao personagem na sua participação em outros filmes, como em Os Vingadores.

Por exemplo: em O Incrível Hulk vemos que Bruce aprendeu a lutar. Ele luta em vários momentos, e corre muito. Ele está em forma. Já o Bruce de Mark Ruffalo é mais sério, tem um lado maior de cientista. Em Vingadores: Era de Ultron, quando Ultron invade a festa, é necessário que Natasha puxe Bruce pelas mãos, porque ele não sabia correr e se defender sozinho. Parece que o Bruce de Ruffalo só sabe ser cientista e o seu Hulk é totalmente o contrário dele. Cadê o Bruce que sabia correr e lutar? O ator mudou, mas o personagem ainda é o mesmo (ou deveria ser). Já não existe uma continuidade aí.

Mas esse é apenas um pequeno detalhe. O maior e mais gritante erro é o romance de Bruce e Natasha em Vingadores: Era de Ultron. Eu achei interessante (apesar de preferir que Natasha tivesse ficado com Steve), porque eles dois são pessoas que têm problemas em suas vidas e se identificam por isso. Ocorreu uma aproximação entre eles e se iniciou um romance. Bonito, legal. Mas e Betty? Ela não morreu! No final de O Incrível Hulk, Bruce desaparece de novo e vai para Columbia Britânica, no Canadá, para não causar mais danos e proteger a sua amada. Quatro anos depois, em Os Vingadores, ele é encontrado na Índia e recrutado por Natasha para entrar nos Vingadores, e então ele volta aos Estados Unidos. Hulk agora estava lutando com um grupo de super-heróis, então é claro que o General Ross e Betty ouviram falar dele. Mas eles não foram nem sequer mencionados. E em Vingadores: Era de Ultron, Thor e Tony Stark dizem os motivos de suas namoradas não estarem presentes na festa, mas Bruce nem comenta de Betty. É como se ela não existisse. E como se isso fosse pouco, ele ainda se envolve com outra mulher. E no final de tudo, o que é que Bruce faz de novo? Desaparece para a segurança de todos.

Hulk - Mark Ruffalo - MCU

Ou seja, a própria Marvel ignora totalmente O Incrível Hulk, o que é errado, porque a história dele foi contada lá e o filme é bom. Se mudou o ator, não quer dizer que o filme todo deva ser ignorado. Se é para ignorar, nem deveriam dizer que ele faz parte do MCU. Em Capitão América: Guerra Civil os Irmãos Russo fizeram o favor de resgatar o General Ross para mostrar que O Incrível Hulk faz parte do universo. Mas ele aparece lá sem fazer citações ao passado que ele e Banner tiveram em comum, e sem citar Betty.

Tem também a diferença estética entre os Hulks: o Hulk que vemos a partir de Os Vingadores é mais baixo que o de O Incrível Hulk, e menos musculoso também. O Hulk de 2008 tem pés e mãos maiores e músculos mais definidos. Outra diferença é que o “antigo” Hulk parece mais uma animação (ou que era feito de plástico), enquanto o novo é mais real, até mesmo nos dentes (que também são menores do que o do outro, e que ficou melhor assim). Essa realidade mostra o quanto a tecnologia avançou em apenas quatro anos. Em compensação, o novo Hulk tem movimentos parecidos com o de um macaco, ninguém sabe porque, enquanto o de 2008 tem postura de humano (que é como deveria continuar sendo).

O Incrível Hulk

Na imagem acima você percebe que o Hulk de O Incrível Hulk era mais alto que o Hulk atual do MCU

Hulk - MCU

O Hulk do MCU, que tem aparência mais real. Além dos seus dentes mais reais, você consegue até perceber a textura da sua pele.

E veja só: o diretor de O Incrível Hulk disse que queria Mark Ruffalo no papel de Bruce Banner, mas a Marvel não quis, e Edward Norton terminou ficando com o papel. A Marvel fica se metendo em decisão de diretor e, infelizmente, é por isso que os filmes não saem ainda melhores, como os diretores planejavam (esse é um problema já reclamado por Joss Whedon e James Gunn). Se a Marvel tivesse deixado, teríamos Ruffalo no papel desde o primeiro filme, e todos esses problemas de erros na continuidade da história mostrados aqui talvez não existissem.

E você, o que acha dessas contradições do Hulk dentro do Universo Cinematográfico Marvel? Deixe sua opinião nos comentários!