sábado, 3 de setembro de 2016

Categorias:

Resenha: Alvin e os Esquilos: Na Estrada

Alvin e os Esquilos - Na Estrada - PôsterTítulo Original: Alvin And The Chipmunks: The Road Chip

Título Nacional: Alvin e os Esquilos: Na Estrada

Direção: Walt Becker

Gênero: Comédia, aventura, família

Duração: 1h32min

Estreia: 24 de dezembro de 2015

Comprar (DVD)

Comprar (Blu-ray)

 

 

Da trilogia de Alvin e os Esquilos eu gosto apenas do primeiro e do terceiro filme. Achei o terceiro o melhor de todos, por isso a expectativa para esse quarto filme era de que ele fosse no mínimo no mesmo nível que o anterior. Infelizmente não foi isso o que aconteceu. Esse ano eu venho me decepcionado com franquias infantis porque os filmes estão sendo feitos só para faturar, e você vê o despreparo no filme, e o seu roteiro fraco. Esse é o caso de Kung Fu Panda 3, Procurando Dory e também de Alvin e os Esquilos: Na Estrada. Uma pena, porque todos eles são personagens com bom potencial de histórias, mas que foram desperdiçados. Era melhor tem terem sido feitos.

As Esquiletes, que foram introduzidas no segundo filme (e que sempre achei que fossem personagens desnecessárias para a franquia), ainda tiveram a sua importância no terceiro filme, mas nesse quarto são ignoradas na história principal, tendo apenas pequenas participações em algumas cenas para mostrar que elas ainda existem. A criação das Esquiletes foi feita no segundo filme com a ideia de dar um par para cada um dos esquilos, e também para fazer um apelo às meninas que gostaram do primeiro filme, mas ficou claro que um dia as ideias de histórias para elas iriam acabar, porque os personagens principais de Alvin e os Esquilos é o trio dos meninos. Se esse quarto filme não tivesse sido feito, isso não teria ficado tão óbvio assim.

O roteiro do filme é muito fraco e é cheio de clichês, do começo ao fim. Ele se utiliza de músicas no filme inteiro para comer tempo, o que lhe faz parecer um filme musical. E história que é bom, nada.

Nota: