segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Categorias:

Resenha: Quarto

Quarto - Emma Donoghue - CapaTítulo: Quarto

Autor: Emma Donoghue

Editora: Verus

Número de páginas: 350

Ano: 2011

Comprar (livro impresso)

Comprar (livro digital)

 

 

 

 

 

 

Só depois que assisti o ótimo O Quarto de Jack foi que descobri que ele era baseado num livro, chamado apenas de Quarto. Tive a oportunidade de lê-lo, e na minha opinião, esse é um dos poucos casos em que o filme é melhor que o livro. Não que o livro seja ruim. Ele é bom, mas numa boa parte ele é repetitivo contando o dia a dia de Jack e sua mãe. A narrativa é sempre falando de coisas diferentes, mas é uma rotina que enjoa rápido. As coisas começam a melhorar no clímax da história, porque é quando as coisas começam a mudar e surgem as aventuras. Depois de uma longa e ótima parte, a narrativa se acalma de novo e volta a contar só o dia a dia de Jack.

Sobre Jack, tem coisas que são ditas por ele que seria impossível uma criança de 5 anos saber na realidade. O que podemos fazer é acreditar que ele realmente sabe de tudo aquilo porque foi sua mãe que lhe ensinou. Mas essa é apenas uma observação, e não atrapalha em nada a leitura. Em outros momentos ele se comporta e fala como uma criança de 5 anos, o que nos traz algumas cenas engraçadas.

O livro termina de forma que você não espera caso tenha assistido ao filme primeiro, mas que faz todo o sentido, porque a partir dali aquela seria a nova vida de Jack e o que tinha ficado no passado agora era deixado para trás.

Gostei mais do filme porque lá eles dão uma melhor conclusão para as situações, e também porque a vó de Jack parece gostar mais dele no filme do que no livro. No livro parece que o único mais legal com Jack é o “Vopô”, que é o marido de sua avó. Em compensação, o livro trata melhor o avô de verdade de Jack, que no filme é totalmente frio. No livro também dá para entender melhor porque a mãe de Jack fica doente e porque ela fica mudada depois que volta ao mundo, enquanto no filme isso é feito de modo mais brusco.

Em resumo, Quarto tem pontos positivos e negativos se comparado ao filme, mas de um modo geral é um bom livro.

Leia também:

Nota: