sábado, 17 de dezembro de 2016

Categorias:

Resenha: A Era do Gelo – O Big Bang

A Era do Gelo - O Big Bang - PôsterTítulo Original: Ice Age: Collision Course

Título Nacional: A Era do Gelo – O Big Bang

Direção: Mike Thurmeier, Galen T. Chu

Gênero: Animação, aventura

Duração: 1h34min

Estreia: 7 de julho de 2016

Comprar (DVD)

Comprar (Bluray)

Comprar (Bluray 3D)

 

 

Definitivamente 2016 não foi um bom ano para as animações, principalmente para as continuações, que foram todas desnecessárias, com falta de uma história real, roteiros fracos, enrolação, personagens mal aproveitados... Infelizmente A Era do Gelo – O Big Bang também seguiu essa linha. Os seus filmes anteriores foram todos bons, talvez não tanto quanto o primeiro, mas pelo menos mantiveram a decência. Já esse 5º filme é aquele típico que você percebe que foi feito só para ganhar dinheiro. Não tiveram o cuidado com o roteiro e nem com os personagens. Acham que podem fazer de qualquer jeito porque criança não liga e o dinheiro vai vir do mesmo jeito. É muito ruim quando isso acontece, porque termina fazendo a franquia perder a qualidade. A Era do Gelo tinha filmes muito divertidos e boas histórias de aventuras, mas depois desse filme, sinceramente, espero que não façam outro.

O filme é cheio de cenas e tramas clichês, como o comportamento de Manny em relação a sua filha, que quer casar e sair de casa, acontecimentos sem sentido (como Buck ter adotado uma abóbora como filho e o asteroide que faz os animais serem jovens – aliás, os personagens que vivem lá são muito estranhos, de tão ruim que ficaram), muito foco no esquilo Scrat, que termina tirando a atenção da história principal, e uma quantidade muito grande de gírias adolescentes que me deu agonia. Modernizaram demais os personagens que não precisavam de modernidade. Eles são seres pré-históricos, e não precisam dessa modernidade. A história do Big Bang foi muito forçada, principalmente pela participação do esquilo Scrat, que não soou natural como nos filmes anteriores. Os outros personagens foram mal usados, como Shira, a namorada de Diego, e Sid, que fez o papel do cara solitário que está em busca do seu amor (e a forma como o romance acontece também é forçada).

A Era do Gelo – O Big Bang foi um filme muito mal feito e decepcionante, por se tratar de um filme de uma famosa franquia que sempre tem bons filmes. Espero que não inventem de fazer outro, porque se fizerem e ele for como esse, nem valerá a pena assistir.

Nota: