sábado, 18 de fevereiro de 2017

Categorias:

Resenha: Lion – Uma Jornada Para Casa

Lion - Uma Jornada Para Casa - Pôster nacionalTítulo Original: Lion

Título Nacional: Lion – Uma Jornada Para Casa

Direção: Garth Davis

Gênero: Drama, biografia

Duração: 1h59min

Estreia: 16 de fevereiro de 2017

 

 

 

 

 

 

Lion – Uma Jornada Para Casa é um ótimo filme. Conta a história real de Saroo, um menino que se perdeu do irmão aos 5 anos, na Índia, e depois foi adotado por um casal da Austrália. Os primeiros 45 minutos do filme é todo em um dialeto indiano, além de ter sido filmado na Índia, o que é bom porque deixa o filme com mais realidade. Toda a ambientação da Índia é boa, e a atuação de Sunny Pawar, que faz Saroo quando criança, também é boa.

Em toda essa parte da Índia dá pena de Saroo. Ele teve que viver como mendigo durante muito tempo, e ainda correndo vários riscos pela rua com pessoas estranhas. Dá para ver também a situação difícil que ele vivia na Índia com sua família, e a situação não era melhor em outros lugares que o filme mostrou. Pior é pensarmos que existem milhares de crianças nessa situação de perdidas (coisa que inclusive o filme fala no final). Não só indianos, mas também brasileiros. Crianças da nossa cidade. E tem aqueles que já nascem e crescem nas ruas como mendigos, que têm suas histórias, suas vidas, seus passados, e que ninguém liga e mal olha para eles.

SPOILER: Eu vejo que Saroo foi uma criança de muita sorte, porque, apesar de ter se perdido da sua mãe e do seu irmão, ele escapou de pessoas perigosas que surgiram no seu caminho (como os homens que pegavam crianças que estavam na rua, o homem e a mulher que lhe trouxeram para casa com a promessa de achar a sua mãe, mas que tinham outras intenções) e ainda teve a sorte de achar o rapaz do restaurante, que falou com ele e registrou na polícia o seu desaparecimento. Foi só a partir daí que ele foi para o orfanato e ganhou a possibilidade de melhorar de vida, o que aconteceu quando o casal da Austrália lhe adotou. Se qualquer dessas coisas não tivesse acontecido, ou se tivesse acontecido diferente, a sua vida seria totalmente diferente da que é hoje.

O que Saroo teve, além de sorte, foi uma segunda chance, coisa que nem todas as crianças na situação dele têm. Por isso é necessário que todos pensemos mais nessas crianças abandonadas, perdidas, ou à margem da sociedade. Elas não merecem ser desprezadas pelo infortúnio da sua vida. Elas merecem uma segunda chance.

Lion – Uma Jornada Para Casa é um ótimo filme, com uma ótima história. Depois vou até ler o livro que o inspirou.

Nota: